Quem é você?

Eu sou pedaços, perfeitamente, pensados para te agradar...

A menininha suficientemente inteligente, para se destacar entre a maioria. A satisfatoriamente comportada para agradar os que disso precisam. Necessariamente articulada para atrair quem quero. E completamente fria para conseguir agir assim.

Se tenho medo da solidão? Por que eu teria? Fui eu quem a construiu, para mim, eu quem a buscou... Devo acostumar-me com ela.
Não corro atrás dos outros, quero que venham a mim. Sei que sou boa no que faço, mas não sei se devo continuar, ainda fica martelando aquela ideia de que precisamos de alguém, e se precisarmos de alguém, como vou me virar?
E, também, está ficando cansativo manter esse jogo. Ter sempre que ser um alguém para alguém, é meio estressante. E quando as pessoas já deixaram se envolver... Tudo perde o encanto e o sentido e aí, para que continuar? É tão bom sentir o medo e a necessidade da conquista... Ah! E é tão fácil! Como as pessoas são abertas, tão vulneráveis?!

E apesar de tudo eu ainda acredito que posso ser alguém na vida de alguém e que esse alguém será também um alguém na minha vida...

Um comentário:

Luana Tavares disse...

Nem Sempre as coisas acontecem como se planeja....

nada é tão óbvio....
Algumas respostas são necessárias...